sexta-feira, 27 de junho de 2014

AVERSÃO A HOSPITAL , SEGUNDA PARTE MINHA PRIMEIRA ENTRADA NA UTI.


Continuação da postagem anterior.
A minha mãe infartou, passou a ter múltiplos internamentos, eu e meu irmão reversava, já tinha 12 dias internada, eu estava emocionalmente e fisicamente cansada, cheguei nesse dia para reder  meu irmão , eu sempre tive aversão por ambiente hospitalar, cheguei comecei a me sentir enjoada, pensei é ansiedade, logo passa, mas não foi isso que ocorreu, a minha cabeça explodia, liguei para o meu irmão para trocar novamente explicando que não estava bem, todavia a dor passou, comecei a cuidar da minha mãe, quando o meu irmão chegou , me viu bem , começou a gritar, se eu não quisesse ficar disse-se e coisas desses tipos, acho que ele também estava estressado, tinha perdido a noite , logo depois que ele saiu eu pedia para ele voltar,quando ele retornou eu estava rindo com a minha mãe ,mas enquanto ele gritava a minha cabeça piorou dramaticamente , logico ele não acreditou, providenciei uma enfermeira para a minha mãe, pois não tinha condições de ficar, falei a ele que iria embora, ele mandou esperar que  me levaria, fiquei no saguão do hospital durante horas me sentindo mal, a enfermeira chegou , mesmo assim ele não descia, acho que estava fazendo piraca, liguei para ele comunicando que iria sozinha para casa,  ele desceu,mas no carro, sentir uma parte do meu corpo diferente, as minhas vistas não estavam normal, nunca tinha tido uma crise do feocromocitoma assim tão forte, ele tomou rumo para a minha casa, foi quando eu falei, você pode me deixar no hospital, ele arregalou os olhos, e disse você esta falando serio, ele sabia da minha aversão por hospital, foi nesse momento que  percebeu que eu estava realmente mal, a partir desse momento ele passou a voar no transito, quando cheguei no hospital, estava de plantão  um anjo de Deus, apos me examinar, constatou que a pressão estava nas alturas, os exames físicos alterados, tudo depois foi muito rápido, disse ao medico é estresse, ele respondeu é mais serio do que isso, vou lhe transferir de hospital, sera levada para um local aonde tenha uma uti , imediatamente fiquei entardecida, a minha filha ficaria sozinha , a minha mãe precisava de mim, ainda lembro-me em dizer eu não vou, ele tentava me acalmar e dizia eu vou com você, etc  e eu ficava mais nervosa ainda, meu irmão coitado, se ajoelhou no chão chorando, imagine um homem imenso como ele desse situação ,me implorava faca tudo o que ele quer, a sua situação é seria, se você tiver algo eu nunca me perdoarei, me perdoa pedia, eu diante dessa situação fiquei calada e entraram a maça, tudo foi feito rapidamente, quando cheguei ao outro hospital foi feito tudo também muito rápido , o tempo todo esse abençoado medico tinha ficado ao meu lado, no hospital militar na época não tinha uti e o medico de plantão acompanhava o paciente ate o outra instituição, eu estava aterrorizada,  logo me dero algo, eu apaguei, só acordando no dia seguinte, aonde me disseram que eu tinha tido encefalopatia hipertensiva, que por sorte não tinha evoluído para algo mais grave pelo rapidez do atendimento. Apos uns dias, tive alta, voltei a ficar com a minha mãe ,mas sentia o meu irmão atento a cada sintoma , ele passou a temer as minhas crises mais que eu própria. O questionei o porque ele passou a agir assim, ele explicou que o platonista tinha dito a ele a gravidade da minha doença, que não podia ser exposta a estresse de nenhum tipo, que há cada crise  tinha risco de óbito ,avc,  infarto, etc. Ele ate quis assumir sozinho a ficar com a minha mãe, mas eu não aceitei , fiquei com ela ate o fim, mas a minha aversão por hospital  nunca passou, em ambiente hospitalar eu não conseguia relaxar. Vivia a me perguntar sera normal me sentir assim, ? foi nesse momento que por conta própria procurei uma psicologa e ela me falou que era normal sim, que uns tem mais sensibilidade que outros, que diante de tudo que eu estava passando eu estava muito bem. Ela não passou tratamento algum e eu não procurei mais essa especialidade. Depois por ironia do destino eu o acompanhei em inúmeros internamentos devido a um quadro ate hoje não explicado, ele me dizia também ser portador de feocromocitoma, os médicos não acharam o sitio, diziam ate que ele não tinha nenhuma patologia,  e ele morreu jovem ao 44 anos por uma grave hemorragia, que também os médicos não souberam dizer a causa.O que eu acho hoje é que ele realmente tinha feocromocitoma,mas na época eu achava que ele queria me deixar melhor, dizendo que também tinha, pois quando ele passou a sentir os sintomas, eu questionava os médicos e eles diziam que não era esse o caso. Agora ao passado não posso voltar, mas sim alertar a população dessa estanha patologia, e a importância diante dos sintomas clássicos a uma investigação mais detalhada.
 Como eu estou.

.
A febre está altíssima, não fui nem lavar o portcarth, imaginando chegar com febre alta no hospital, ficar por mais tempo na emergência. Só a dor me faz procurar a emergência , acho que com dor fico meio fora do habitual rsrs, quando a dor passa ninguém me segura rsrs. Mas a febre não cedendo ,vou marcar uma consulta ambulatorial, aonde não tenha serviço de emergência rsrs, para fazer exame de sangue para ver se é mesmo uma virose.
Na próxima postagem entenderá com mais clareza o que eu já passei em um ambiente hospitalar.
Um ótimo dia a todos.
Um grande abraço.


14 comentários:

  1. Mirtes, sempre torcendo pela sua saúde!
    Que neste novo dia tudo melhore por aí...................
    Muita paz, bons cuidados e o meu abraço...............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Anete.
      Obrigada amiga.
      Um ótimo dia.
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi Mirtes,estou sempre orando por você amiga.
    Que Deus a proteja e esteja sempre ao seu lado.
    bjs e muita luz
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Carmem.
      Amiga eu não estou conseguindo entrar no seu blog, aparece isso hile(c--){d[e(c)]=k[c]||e(c)}k=[function(e){return d[e]}];e=function() na pagina toda, o problema é meu ou seu, tenho como deixar o link do seu blog .
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos.

      Excluir
  3. Boa tarde Mirtes
    Amiga,é bom que procure se acalmar e buscar ajuda para melhorar a febre e saber a causa.Deus está contigo,tudo vai ficar bem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Maria.
    Fiz esse blog a uns anos atras, queria levar ao mundo se possível, o que é um feocromocitoma e os seus sintomas, contar a minha historia,mas confesso só agora tive coragem de fazer essas postagem que vou publicar,estou na mais perfeita calma e paz,só relatando tudo que possa servir para algum paciente com feocromocitoma, e desabafando também,Sei que para os meus amigos virtuais, não sera útil, pelo contrario cansativo, e a maioria nem vai ler, mas como diz a minha filha tenho que pensar no principal motivo do blog.Obrigada amiga, ate pensei em ir ao medico,mas um vizinho me examinou, e ele acha que é provável que seja uma sinusite, pela escuta descartou pneumonia ou algo no portacrth,,amanhã se permanecer a febre irei fazer exames.
    Obrigada pelo carinho.
    Um ótimo final de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Mirtes, vai chegar o dia em que tudo isso serão coisas do passado,
    bom fim de semana, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Mira.
      Já chegou o dia , tudo isso é passado, mas quero deixar aqui tudo o que o feocromocitoma ,me fez passar,mas essa postagem e as próximas ´faz com certeza parte do passado.
      Um abençoado dia.
      Abraços.

      Excluir
  6. Boa noite querida amiga Mirtes estou lendo com muita atenção cada palavra e estou vendo que o sofrimento tem sido uma constante na sua vida ,mas com certeza você e uma lutadora que com certeza supera cada adversidade dentro do possível e com a enorme fe que a sustenta tudo vencera .Querida espero que já esteja melhor quando ler as minhas palavras ,muitos beijinhos ate amanha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Emanuel.
      Obrigada pelo carinho, pela atenção, realmente são postagens imensas,mas preciso colocar para fora muitas coisas que ocorreram no passado, a próxima foi ate difícil de escrever. Mas logico tudo isso é passado, agora a minha vida está bem mais tranquila.
      Estou melhorando, obrigada.
      Uma ótima noite.
      Abraços.

      Excluir
  7. Amiga se cuida e melhoras.
    Acredito que ninguém goste de ir em hospitais, a gente nunca sabe o que vai encontrar lá.

    Descanse.

    bjokas com carinho =)

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Bell.
    Obrigada,concordo, entre aquelas paredes tudo pode ocorrer, inclusive não sair viva,mas enfim as vezes é extremamente necessário se reder aos cuidados hospitalares.
    Um ótimo dia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Mirtes, tudo muito difícil, mas Deus sempre protegendo vocês!
    Quadros muito trágicos que deixam qualquer um em pânico!
    Se cuide Mirtes, trate essa febre! Quero ver você ok!
    Vamos nessa?
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Ailiime.
    Estou cuidando amiga, um ótimo final de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir