quinta-feira, 26 de julho de 2012

CONSULTA DA CARDIOLOGIA. MAIS EMERGÊNCIA-DIA24/07

Primeiramente quero agradecer a dr.Emerson por ter me atendido, dr Emerson me transmite uma certa confiança,é como se eu estivesse em caso de avc, enfarto,ou complicação,o que geralmente acontece em crise segura nas sua mãos, ele é medico que sempre mostrou preocupação e interesse na minha cura,o ambulatório de hipertensão me atendeu dr Wallerio macedo um medico atencioso,prestativo e justo,estava mal,com muita dor,precisei me afastar das minhas atividades esses dias,fui aconselhada a fazer analgesia na emergência, resolvi ir, porque percebi que não iria conseguir chegar em casa,a minha pressão de entrada na emergência foi foi 240/120,o que eles usaram para a pressão nada,absolutamente nada ,talvez por achar que a dor estava subindo a pressão,a minha dor foi piorando aos poucos,tomei profenid,e não aliviou, só depois de horas de sofrimento depois do tramal que eles passaram e das medicações que eu avisei a enfermagem que usaria  meus remédios para abaixar a pressão tive melhora,o medico chegou a me perguntar vai ai pensando o que posso fazer para passar a dor, que eu vou pensando aqui, não nego que cheguei  a sentir incredulidade,nada respondi, só implorei a Deus,e logo tive a resposta,chegou outro medico que passou o tramal,e eu cuidei da pressão pois a minha cabeçá estava estoirando,conseguir pelo menos sair da cama do hospital,cheguei em casa mal,tomei mais remédio e fui dormir,neste dia percebi que precisava saber o que fazer no momento de crise,se não passar ou piorar a situação,mais em compensação a enfermagem fui excelente,o serviço de laboratório também,tudo foi rápido,os médicos do ambulatório de hipertensão são atenciosos e educados,a emergência sempre foi um lugar com bastante cuidados,talvez por ser um caso cronico tenha ocorrido isso apesar que nada pode justificar.com tudo isso ainda é um hospital que eu confio, também tem o problema de só la conseguir pegar acesso,eu confio em Deus e vou continuar lutando,vou vencer essa dor em casa se four possível,se não ainda sim confiarei pois Deus me ama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário