quarta-feira, 8 de agosto de 2018

INTERNAÇÃO - ALTA MEDICA- PROFUNDA DECEPÇÃO.


Boa noite meus amigos e visitantes. Desculpa a minha ausência sem comunica-los. Mas minha vida virou um terror. Tudo ainda muito recente e dolorido. Meu medico assistente estava ausente do hospital onde sou atendida.  E isso me fez suportar ate meu limite máximo a dor em casa. Passei dias sem dormir, sem comer, e a dor de cabeça só aliviava um pouco andando, então eu passava as noite andando na varanda, para poder suportar. O quadro da minha filha já não estava bom. Quando eu fiquei com receio de ter tido um AVC, pois fiquei com um lado do corpo dormente e a vista embaçada. O neurologista que está me acompanhando me encaixou a noite, mesmo depois de duas consultas seguidas, essa foi a terceira. Ele me aconselhou a me internar, me disse que a dormência no momento da dor era reversível, era da síndrome da vaso constrição cerebral. Mas precisava ceder a crise do feocromocitoma e aliviar a dor.  Ele se colocou a disposição,é um medico muito humano. Fez um relatório sugerindo as medicações da clinica da dor e etc. Entrei em contato com meu medico assistente, mesmo me sentindo incomodada, por incomoda-lo. Mas estava muito mal. Resumindo minha filha foi comigo. A primeira noite foi horrível, o plantonista não quis seguir a orientação do neurologista, que sugeria que fosse seguindo as orientações da clinica da dor. Eu só pedia para o Tramal ser continuo na dose recomendada, apenas isso. As outras medicações eu ate entendia os riscos sem serem feitas na UCO. Passei uma noite do inferno. (Mas, depois no dia da minha alta ele se desculpou e eu enxerguei sinceridade). No dia seguinte eu poderia ter entrado em contato meu medico assistente, mas ficamos sem jeito, mesmo ele tendo dito que eu poderia ligar, mas como ele estava ausente e muito ocupado não quis incomoda-lo ainda mais. Passei outra manhã dificil. Por mais que eu suportasse calada, minha filha me conhece e sabia o quanto eu estava sofrendo. E nessa tarde  surgiu uma medica que finalmente colocou por duas horas o Tramal continuo, mas mesmo assim a dor só aliviou enquanto a medicação estava correndo, mas ajudou muito. No finalzinho dessa tarde aparece uma técnica de enfermagem, totalmente despreparada (não vou citar nome, afinal esse blog não surgiu para prejudicar ninguém, eu tenho certeza absoluta que nada fica impune aos olhos de Deus.) Estava correndo em um acesso o Niprid, que é uma medicação que baixa a pressão arterial, nesse momento estava com a pressão 223 por 131, como mostra na imagem acima, e com a dor ainda muito forte. As medicações estavam correndo em bomba, e essa infeliz queria desligar tudo para pegar outro acesso, pois esse acesso só corria as medicações em bomba. A minha filha como sempre educadamente disse a ela, que não poderia desligar as medicaçoes, que primeiro ela tentasse pegar outro acesso.  E nesse momento ela resolveu manter o Niprid, mas queria tirar o tramal  e colocar o dramir.  Minha filha já no seu limite máximo de sofrimento, afinal, não é fácil para minha filha me ver sentindo tanta dor, ela então disse que ela não iria desligar o Tramal. Essa criatura chegou aos médicos, que por sinal estavam sentados na minha frente e disse que eu não estava me alimentando nada devido aos enjoos. Tentei acalmar a minha filha dizendo que ela não tinha autonomia alguma para desligar medicações sem autorização medica e nenhum medico faria algo assim. Mas, minha filha chegou perto dela e  disse aos médicos que eu estava com muito dor etc. Mas, minha filha ao se estressar dessa forma passou mal. Os médicos é claro manteve o tramal e o niprid. Tudo isso foi obra do inimigo para me da mais um golpe.  Implorei a minha filha para me deixar pedi alta e ir com ela para a emergência. Mas, ela ficou sentindo dores fortíssimas, quis tirar tudo e ir com ela e ela não permitiu. Naquele dia ela tinha me dito que seria melhor que ela morresse e eu pensava o mesmo que a com a minha morte ela estaria livre desse sofrimento. Voltando ao internamento, meu irmão chegou e minha filha foi com uma amiga para a emergência. Ela pegou um medico abençoado por Deus que deu total assistência. E logico queria que ela fosse internada. Mas ela resolveu nesse mesma noite depois da dor aliviada voltar a ficar comigo. Nesse dia devido a essa situação, a minha situação ficou critica. Eu já não pensava em mais nada, só na vida da minha filha, e devido a isso fui traída de uma forma desumana, cruel e imperdoável.  Dei o meu cartão bancário com minha reserva de emergência.  Para ter em mãos dinheiro caso minha filha precisa-se de algo. E ate hoje cade? Só vimos pelo aplicativo as movimentações. Logo ao ver a primeira movimentação fiz varias ligações, implorei que não poderia fazer isso comigo. Logo eu que tinha presenciado isso recentemente com uma pessoa próxima, e disse que era muita burrice.  E eu tinha feito muito pior. Mas uma vez sentir a dor da confiança quebrada. Quando soube comecei e tremer incontrolavelmente. A enfermeira me trouxe um lençol, e e ao olhar para minha filha quis desaparecer. Pois apesar disso tudo só ter ocorrido pela incompetência dessa técnica de enfermagem infeliz, ela se sentia culpada por ter passado mal.  Não sei como eu conseguir sair de crise com tamanha decepção. Depois entrou de plantão um anjo de luz, colocou o tramal continuo, a pressão foi controlando, a minha filha eu fui medicando para dor e com ansiolíticos. E a enfermeira permitiu que ela ficasse em uma protona e la ela ficou dormindo a maior parte do tempo.  Me mostrei forte, disse a ela que tudo daria certo, que estávamos vivas.  Mas era algo chocante. No passado todas as vezes que era internada, minha casa era esvaziada, para não usar outro termo. O que eu passei no meu passado eu tenho  vergonha de dizer e também respeito porque esse meu irmão já está perdoado e falecido. Depois abdiquei de herança, só para não ter briga, afinal era um desrespeito com minha mãe que tinha falecido. Sair do apartamento que eu morava com minha mãe. Todos sabiam que era o desejo da minha mãe deixar pra gente esse apartamento e já estava nas mãos da advogada a troca do nome em nosso favor, e ao sair de crise as minhas coisas estavam na garagem da casa da minha irmã. Não vivo de passado e nem guardo magoa alguma, é passado, mas devido a isso eu vivo de aluguel. Sei que temos que perdoar, perdoar, perdoar, mas não  sei se consigo viver perdoando tanta maldade.  Mas assim como venci na época, vencerei de novo. Já estava voltando a trabalhar quando me sentir mal, esses dias tive que cuidar da minha filha, e ainda não estou bem, dizem que essa dor na cabeça desaparece com três meses e é essa esperança que me mantem. Pelo menos a crise do feocromocitoma cedeu, apesar disso tudo. Me desculpa meus amigos,  pelo desabafo, mas estou cansada de tanta falsidade. Graças a Deus tenho dois braços e duas pernas.  Para mais uma vez recomeçar. Só peço a Deus a saúde da minha filha e que eu possa ter uma melhora que me de possibilidade de voltar as minhas atividades. A vida segue e estamos seguindo com um Deus que nunca nós abandonar.  Agora é agradecer por mais uma crise do feocromocitoma vencida, e tem uma frase que minha amada mãe usava, vai os anéis e ficam os dedos.  Podemos perder tudo, nada material nos levara ao céu, mas sim o amor, e esse amor que tenho por Deus me fará recomeçar mais uma vez. Estou escrevendo um livro há um tempo contato a minha historia lidando com o feocromocitoma, mas quando eu penso que mas nada pode ser acrescentado eu me dou conta de como as pessoas estão se tornando robôs sem sentindo algum ao próximo. 

17 comentários:

  1. Puxa,Mirtes.Aqui estarrecisaxao ler tasntas coisas chatas q uevte aconteceram e tanto mal te fizeram.

    Que triste! Mas vai firmeve em frente e tudo acabará bem!

    Bjs e tudo de bom, chica

    ResponderExcluir
  2. Boa noite querida amiga Chica.
    As vezes a vida não é fácil, as pessoas perdem a noção da realidade, só pensam em tirar vantagem. Sem pensar nas consequências futuras, afinal tudo na vida tem um preço. Mas não cabe a me julgar, e piorou ainda amaldiçoar. Só entrego a Deus e busco permanecer em paz, sem guardar magoa, mas é impossível não se decepcionar. Em frente sempre e com a proteção de Deus estamos firme e fortes apesar de tudo. Onde a vida há esperança e a vida segue. Obrigada pelas palavras e carinho. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, querida amiga Mirtes!
    Se eu pudesse fazer algo, creia que o faria para amenizar sua dor da alma, sobretudo.
    A dor física é atroz, mas você vai superar com a medicação, amiga.
    Deus cuide muito bem de você e da sua filha!
    Em preces contínuas por todos amigos e, por vocês duas, uma especial farei nesta noite, querida.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roselia
      Não é fácil a dor física. Para ser sincera. Uma dor cruel. Ainda mas forte que as cefaleia do feocromocitoma. Muito obrigada amiga pela orações. Estamos precisando muito. Beijos.

      Excluir
  4. Olá Mirtes,
    Que bom ter notícias suas!
    Graças a Deus você venceu mais uma crise!!
    Olha, é realmente decepcionante ser passada pra trás
    mas aqui se faz, aqui se paga...
    Bjs e até a próxima ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Clau
      Quê bela e verdadeira frase. Aqui se faz . Aqui se paga. É a lei do retorno. Nada é mas certo do que Deus ver tudo e nada fica impune. Um enorme abraço.

      Excluir
  5. Oi Mirtes. Muito sofredor tudo isso. O descaso nos oprime ainda mais do que deveria ser o sofrimento. Sempre torcendo por você viu! Grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto
      Quando o sofrimento causado pela dor física possa ser amenizado deveria fazê-lo . Colocar no lugar do próximo é um grande começo. Grande abraço.

      Excluir
  6. Querida amiga, o importante agora é que esta fora da crise e pode olhar mais pela Santy e os outros.Apague estas coisas do passado da família pois nenhum bem lhe fará. Bola para frente amiga e viva um dia de cada vez em toda sua plenitude.
    Carinhoso abraço de paz e luz.
    Beijo amiga e Deus te abençoe e cuide com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Toninho
      Eu sei que és meu amigo e torce pela gente. Ainda estou sentindo dor muito forte. Essa noite foi um pesadelo. Dor alucinante na cabeça. Agora estou ou lidando fora o feo com essa síndrome de constrição cerebral. Olhar para minha filha eu sempre farei é minha irmã que eu tomo conta é minha responsabilidade. As crianças eu amo muito. Apague essas coisas do passado? É piada? Pois não é passado. É presente. É por ter tentado esquecer e me exposto que estou na merda de novo. Não estou falando de falta de perdão ou nada desse tipo. Estou falando que essas coisas que você sugere apagar reflete no presente afetado inocentes. Inclusive uma pessoa esquizofrênica minha irmã que merece o melhor que a vida possa lhe proporcionar. O meu mal foi tentar ser uma boa samaritana e da oportunidade de ser lesada de novo. Afinal não é só minha vida. Afeta todas as pessoas que amo. Em vez de esquecer eu deveria é fazer pagar pela lei dos homens para assim tomar vergonha na cara Mas não tenho coragem. Não por pena. Mas por seguir a Deus. Bola para frente. É deveria era fazer essa pessoa de bola e jogar no chão. Tudo tem seu tempo. Tudo muito recente. Da outra vez eu quase perdi a guarda da minha filha. Porque precisava ter estabilidade para ficar com ela. Quase enlouqueci. Se consigo esquecer? Até parecia que era coisa do passado. Até receber de novo mas um golpe. Justo no momento que minha filha mas precisa porque está doente. Desculpa meu amigo. Sei que sua frase foi com a maior das boas intenções. Pois faz mal certas lembranças. Mas também lembrando talvez eu não seja otaria. Ingênua. Irresponsável de novo. Dessa vez ou eu aprendo ou mereço tudo isso. Estou ocultando de alguns familiares justamente para o caso não fugir do controle. Não por nenhuma consideração. Mas porque nada mas pode ser feito. Vingança não me levará a nada. Mas dessa vez esquecer nunca. Se for pecado eu pago lá em cima. Se estou revoltada? Não, estou sem rumo,sem saber o que fazer. Estava lendo seu comentário para minha filha. Eu sei que você é uma pessoa iluminada. Mas eu ainda busco a luz . Pois minha luz iluminada a vida de pessoas inocentes. E minha filha falou apaga mesmo da nossa vida para sempre. Realmente vou apagar não dá mente mas da minha vida para sempre. Mas sem fazer nada. Apenas esquecendo da existência. Desculpa se estou sendo ríspida. Aproveitei o seu comentário para colocar para fora o nosso sentimento. E caso esse comentário seja lido. Fica bem claro que não quero ver nunca mas na minha vida. Não foi algo insignificante. Mexeu com nossa vida. Enfim um lindo dia. Como diz Clau aqui se faz. Aqui se paga. Não que eu deseje isso. Perdoar é uma coisa. Aceitar essa atitude é outra. Eu perdoou. Ou melhor dizendo eu estou orando muito para ser um perdão verdadeiro. Beijos.

      Excluir
    2. Quando disse não quero ver mas na minha vida. Foi me referindo ao elemento. Pois eu tenho certeza meu amigo que ao mandar apagar. Você se referia pensando no nosso bem estar. Feliz dia. Abraços.

      Excluir
    3. Claro que entendi Mirtes, ainda assim penso que não lhe agrega nada estas pessoas e o certo é mesmo afastar, isolar e viver para voces. Cuide bem de você primeiro para poder ajudar os que mais ama e Deus vai lhe dar forças para superar.
      Fica bem.
      Bjus.

      Excluir
    4. Boa tarde meu querido amigo Toninho.
      Posso perder muitas coisas na vida, mas a minha alma nunca. Então tenho que praticar o perdão. Mas se distanciar com certeza é o caminho. É triste, mas é necessário. Feliz dias dos Pais. Grande abraço.

      Excluir
  7. Boa noite, minhas queridas, lendo algo assim fico muito chateada, com muito pena de vocês sofrerem assim! O que dizer? Vai passar? Sim, é no que a gente se pega, na esperança. Torcemos e muito, se há pessoas que não merecem sofrer são vocês duas, pelo grande coração que possuem!
    Aguardo notícias. Beijos nossos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taís.
      Realmente amiga não existe nada a ser dito. No seu caso ate teria. Poderia me dizer quem não houve conselho acaba nisso. Você me aconselhou tanto. Eu até seguir. Mas deveria ter cido cautelosa. Mas agora nada a fazer. Apenas sobreviver. Queria poder lhe dizer hoje amiga que o nosso coração está puro. Mas está partido demais para está intacto. Mas como tudo é muito recente. Talvez quem sabe possa lembrar como ensinamento. Apredizado. Uma coisa eu sei preciso me agarra ainda mas a Deus e nunca esquecer o passado. Para sempre ficar ligada. Ontem tive um noite cruel . Muita dor de cabeça e ainda estou sentindo. Porém com menor intensidade. É querida amiga a esperança que nós segura. Minha filha muito debilitada. Sentida. Chocada. Minha irmã Márcia vendo eu sentindo dor e Santy também é com isso dando mas crises. Mas tudo passa. Essa fase também passará. Obrigada pelo carinho. Um enorme abraço.

      Excluir
  8. Boa tarde querida Mirtes,
    Tomara que a esta hora já se sinta aliviada de tamanho sofrimento assim como sua filha!
    Que Deus vos abençoe e proteja.
    Sempre orando daqui.
    Beijinhos com todo o meu carinho.
    Ailime

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Ailime
    Estamos melhor amiga. O dia hoje de dores foi mas leve. Obrigada pelo carinho. Grande abraço.

    ResponderExcluir